Ian Linares
19/8/2022

Impacto de dados no dia a dia de negócios: Excesso deles?


Hoje em dia é difícil de acompanhar todas as informações que chegam até nós ininterruptamente, gerando cada vez mais uma saturação dos sentidos até do mais ávido ouvinte. No caso de organizações, o dilema é o mesmo, porém com ainda mais risco envolvido, uma vez que impactos de tomadas de decisões incorretas são mais abrangentes. Então resta a pergunta: afinal, alguma informação externa importa? E se sim, como transformá-la em valor?

Exemplos de dados que são atualizados com constância vão desde os mais locais, como criminalidade e preços de itens básicos em mercados da cidade, até os de impacto macroeconômico, como cotação de moedas, preço de commodities e taxas de juros. O que falta para muitos entretanto é a capacidade de cruzar um grande volume de informações, de forma a ser possível observar que muitas das mesmas, independentemente da dimensão, estão ligadas de uma forma ou de outra. Para exemplificar esse ponto, vamos descrever dois tipos de organizações muito distintas: um banco e uma loja de roupas.

Para um banco, exemplos de informações facilmente relacionadas com o negócio principal incluem as ligadas aos juros, inflação e até mesmo cotações de moedas. Porém, existem informações que passam despercebidas e que podem de uma forma ou de outra afetar alguns de seus principais indicadores. Um exemplo curioso é o caso de signos do zodíaco e a inadimplência. Ao estudar essa variável, é possível ver que alguns clientes nascidos em meses diferentes do ano tem um desempenho distinto na assiduidade de pagamentos. Seria somente uma coincidência? Uma possível explicação pode provir da capacidade de planejamento familiar maior em famílias mais afluentes, as quais em algumas situações buscam épocas mais favoráveis para a ampliação do lar. Em contrapartida, famílias cuja expansão ocorreu sem um planejamento prévio em datas festivas, por exemplo, terão filhos meses depois, coincidindo com determinado signo.

Partindo para nosso segundo exemplo, de uma loja de roupas, podemos comparar o impacto da cotação de moedas estrangeiras distintas com a capacidade de controlar o estoque ou acompanhar a entrada de concorrentes. Enquanto muitos acompanham a cotação do dólar devido ao seu uso nas importações, outras moedas como o RMB Chinês também têm forte impacto nas cadeias globais. Se o valor do RMB sobe, fábricas chinesas de produtos têxteis ficam menos competitivas, e isso pode fomentar a produção local de outros países como o Brasil. Da mesma forma, se o valor do RMB desce, aumenta a competitividade das fábricas chinesas além da compra de produtos importados da China diretamente de portais online. No nosso exemplo da loja de roupas, a mesma deve ficar de olho na moeda chinesa além do dólar pois tanto os produtos que vende como os preços são balizados indiretamente pelo mercado chinês.

Por mais criativas que algumas dessas variáveis sejam, existem outras ainda mais inusitadas que só são detectadas com auxílio de ferramentas de inteligência artificial. Essas, com apoio de um experiente cientista de dados, são capazes de separar o joio do trigo, cruzar e criar novas variáveis e distinguir a correlação acidental da causalidade.

A era em que vivemos pode parecer desafiadora com seu excesso de informações, mas junto a essa mudança de paradigma, novas ferramentas e métodos foram criados e, para o gestor atento, ela é na verdade repleta de oportunidades.

Se estiver interessado em saber mais sobre como a Datarisk transforma excesso de dados em informações preciosas, que vão gerar mais valor para o seu negócio, visite o nosso site e redes sociais: Instagram, Linkedin e Youtube.


Mais artigos da Datarisk

Ver todos os artigos
© Copyright 2017 - 2022 | Datarisk.io | Todos os direitos reservados